O Ministério da Saúde liberou R$ 13,5 milhões para pagar procedimentos de média e alta complexidade no Paraná. “Este era o principal pedido apoiado pelos parlamentares”, destacou o deputado João Arruda (PMDB), coordenador da bancada federal do estado.

Em outubro, Arruda e outros 11 deputados acompanharam o secretário de Saúde do Paraná, Michele Caputo Neto, a um encontro com o ministro Marcelo de Castro. “Nós agendamos a audiência para que o secretário apresentasse os pleitos do estado e o ministro foi bem atencioso, como tem sido desde que assumiu o cargo”, disse o deputado.

O repasse do ministério é suficiente para bancar os procedimentos realizados pelo Hospital Nossa Senhora do Rocio, de Campo Largo, região metropolitana de Curitiba, um dos pedidos apresentados pelo secretário de Saúde.

Para Arruda, o atendimento imediato ao pedido do Paraná marca uma virada nas relações da bancada com o ministério. “O novo ministro é mais acessível e está atento aos pleitos do nosso estado”, observou o deputado.

Na reunião de outubro, o secretário de Saúde do Paraná também solicitou a ampliação dos incentivos para o custeio do Serviço de Atendimento Móvel de Emergência (Samu), a habilitação de 10 Centros de Atenção Psicossocial e credenciamento de leitos de UTI e serviços na área de cuidados continuados. Os pedidos aguardam atendimento.